Situação de Emergência Hídrica exige responsabilidade de todos

No dia 07 de maio o Governo da Paraná publicou o decreto 4626/2020 que instituiu Situação de Emergência Hídrica em todo o Estado por 180 dias. O prolongado período de estiagem afetou o sistema de abastecimento público e transformou o cenário de rios, reservatórios e barragens. Em Piraquara, um dos principais cartões postais do município, a Barragem do Cayguava, sofre os efeitos da falta de chuvas.
 
A crise exige o comprometimento de toda a população que deve adotar medidas de uso racional da água. A orientação da Sanepar é para que as pessoas priorizem a alimentação e higiene pessoal. Outras atividades, como lavar carros e calçadas, por exemplo, devem ser adiadas para quando passar o período de estiagem.

Nesta semana, Piraquara foi incluída no rodízio e alguns bairros ficarão sem água a partir das 16h desta quarta-feira, dia 20 de maio. A normalização está prevista para a sexta-feira, dia 22 de maio, às 04h. Confira todos os bairros incluídos no rodízio e dicas da Sanepar para o enfrentamento da crise hídrica.

BAIRROS AFETADOS - Planta Pontoni, Planta Ricardo Vagner, Jardim Alterosa, Jardim Itiberê, Jardim dos Eucaliptos, Bosque Centenário, Planta Guarituba, Bosque Tarumã, Vila Palmas, Vila Dirce, Vila Pedro Alcântara, Jardim Florença e Planta São Mateus, Jardim Águas Claras, Jardim Veneza, Vila Osternak, Jardim Mirte, Jardim das Laranjeiras, Vila Remo, Jardim Olinda, Jardim Santa Maria, Planta Rita de Cássia e Jardim Dos Estados, Vila Izabel, Vila Marumby, Jardim Bom Jesus, Jardim Sta.Mônica, Vila Dalila, Jardim Esmeralda, Jardim Primavera, Ipanema, Capoeira dos Dinos, Vila Fuck, Vila Militar, Vila Macedo, Vila Suzi, Planta Simone, Planta Cruzeiro, Vila Franca, São Cristóvão, Vila Juliana, Jardim Santa Clara, Jardim Santa Maria, Planta São Tiago, Vila Santa Helena e Planta Deodoro.

USO RACIONAL - A orientação é que os moradores façam uso racional da água, atentando para os hábitos de higiene, principalmente para a prevenção do coronavírus (Covid-19). A prioridade deve ser alimentação e higiene pessoal. Outras atividades, como lavar carros, calçadas, regar jardins, devem ser adiadas para quando passar o período de estiagem.

DICAS DE CONSUMO 

• Neste período atividades como lavar carros e calçadas devem ser evitadas. Outras dicas são:

• Reduza a lavagem diária de roupa. Acumule e use a capacidade máxima da máquina de lavar.

• A água do último enxágue do tanque ou da máquina pode servir para regar jardim e grama, ensaboar tapetes, tênis e outras peças.

• A água do tanque ou da máquina em que foi lavada a roupa serve para lavar calçadas e pisos. Lembre-se: lavar as calçadas com a mangueira é desperdiçar água tratada. Para “varrer” a sujeira, use a vassoura.

• Feche a cuba da pia, deixando um pouco de água. Ensaboe toda a louça e enxágue com água limpa. Não deixe a torneira aberta durante todo o tempo.

• Cinco minutos de chuveiro consomem 70 litros de água. Reduzir o tempo do banho faz muita diferença na conta.

• Reduza o tempo da torneira aberta enquanto escova os dentes, ensaboa as mãos ou faz a barba. Torneira aberta manda para o ralo 20 litros de água por minuto. Prefira vasos sanitários menores, que utilizam menos água para a descarga.

CAIXA D´ÁGUA - Só ficarão sem água durante este período os clientes que não têm caixa-d’água no imóvel, conforme recomendação da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas). A Sanepar recomenda que cada imóvel tenha uma caixa-d’água de pelo menos 500 litros. Assim, é possível ter água por 24 horas, no mínimo. A orientação é evitar desperdícios, priorizando o uso da água para higiene pessoal e alimentação. 

AVISOS POR SMS - A Sanepar envia SMS (mensagem de texto para o celular) com avisos de falta d´água e outras orientações aos clientes que cadastrarem o seu telefone e autorizarem o envio das mensagens.

A atualização dos dados cadastrais pode ser feita no no aplicativo Sanepar Mobile ou no site (na aba Clientes – Outros Serviços – Atualização Cadastral). Para qualquer acesso, o cliente precisa do número da matrícula do imóvel.

Atualmente, no Estado, cerca de 2 milhões de clientes já cadastrados para receber avisos em seu telefone celular.

Com informações da Sanepar 

Galeria

Tags:piraquara, pr, SANEPAR
Compartilhe seu conteúdo nas redes sociais: