Agentes Comunitários de Saúde participaram de aprimoramento sobre tuberculose

Na última terça feira (11) os Agentes Comunitários de Saúde de Piraquara participaram de um aprimoramento sobre tuberculose, no Teatro Municipal Heloína Ribeiro de Souza. A formação foi ministrada pelo médico sanitarista, Mauro Barroso, Coordenador da Tuberculose da 2ª Regional de Saúde.

Foram abordadas informações técnicas sobre a tuberculose, a situação da doença no mundo, no país e no próprio município. “A ideia é orientar os agentes, que são profissionais que estabelecem contato diário com a população, e mostrar a importância deles no tratamento e na identificação dos sintomáticos”, ressaltou o Dr Mauro.

O evento foi organizado pelo Centro de Testagem e Aconselhamento – CTA e também contou com a participação de enfermeiros e técnicos de enfermagem da rede municipal de saúde.

Confira as fotos

Importância do diagnóstico precoce

Desde o início do mês, todas as unidades de saúde de Piraquara passaram a ofertar o teste rápido molecular para detecção de tuberculose. O exame, considerado mais rápido e eficaz, possibilita o diagnóstico precoce da doença. O procedimento foi implantado no município por meio de uma parceria com a Secretaria de Saúde do Paraná.

A disponibilização do exame em todas as 11 unidades de saúde de Piraquara também visa à diminuição da incidência da doença no município. O procedimento é simples e o resultado sai em até uma semana. Ele é indicado para pessoas que estão com tosse há mais de três semanas, febre e suor noturnos e emagrecimento precoce.       

De acordo com o Ministério da Saúde a tuberculose é 4ª doença infecciosa que mais mata no Brasil, com 69.245 casos no último ano.

A tuberculose (TB) é uma doença infecciosa e transmissível que afeta prioritariamente os pulmões. Anualmente, são notificados cerca de 10 milhões de novos casos em todo o mundo, levando mais de um milhão de pessoas a óbito. O surgimento da Aids e o aparecimento de focos de tuberculose resistente aos medicamentos agravam ainda mais esse cenário.

No Brasil, a tuberculose é um sério problema da saúde pública, com profundas raízes sociais. A cada ano, são notificados aproximadamente 70 mil casos novos e ocorrem 4,5 mil mortes em decorrência da doença. A tuberculose tem cura e o tratamento é gratuito e disponibilizado pelo Sistema Único de Saúde. (Fonte Ministério da Saúde)